OpenAlex – Lançamento de um enorme índice aberto de artigos acadêmicos

O OpenAlex cataloga centenas de milhões de documentos científicos e estabelece conexões entre eles.

Foi lançado um ambicioso índice gratuito com mais de 200 milhões de documentos científicos que cataloga fontes de publicação, informações de autores e tópicos de pesquisa. Esta é uma tradução livre da matéria publicada no dia 24 de janeiro de 2022 pela Nature intitulada Massive open index of scholarly papers launches [1].

O índice, chamado OpenAlex – https://docs.openalex.org/ – em homenagem à antiga Biblioteca de Alexandria, no Egito, também visa mapear as conexões entre esses pontos de informação para criar uma banco de dados abrangente e interligado do sistema de pesquisa global, dizem seus fundadores. O banco de dados, lançado em 3 de janeiro, é um substituto do Microsoft Academic Graph (MAG), que foi descontinuada no final de 2021, uma alternativa gratuita para plataformas baseadas em assinatura, como Scopus, Dimensions e Web of Science.

“É apenas a reunião de muitos bancos de dados de uma maneira inteligente”, diz Euan Adie, fundador da Overton, uma empresa com sede em Londres que acompanha as pesquisas citadas em documentos de políticas. Overton vem obtendo seus dados de várias fontes, incluindo MAG, ORCID, Crossref e diretamente de editores, mas agora passou a usar apenas o OpenAlex, na esperança de facilitar o processo.

Cobertura melhorada

A decisão da Microsoft de fechar o MAG, anunciada em maio passado , preocupou alguns acadêmicos e outros que usaram seus dados para realizar estudos e construir ferramentas de pesquisa.

Em resposta ao fechamento do MAG, a empresa de serviços acadêmicos sem fins lucrativos OurResearch – https://ourresearch.org/ – em Vancouver, Canadá, criou o OpenAlex, usando parte de uma doação de US$ 4,5 milhões da instituição de caridade Arcadia Fund, com sede em Londres. O índice está atualmente acessível por meio de uma interface de programação de aplicativos, ou API, que pode realizar pesquisas complexas. Uma interface de mecanismo de pesquisahttps://explore.openalex.org/ – mais simples está programada para ser lançada em fevereiro.

O OpenAlex extrai seus dados dos registros existentes do MAG e de outras fontes, incluindo identificadores Wikidata, ORCID, Crossref e ROR, diz Jason Priem, cofundador da OurResearch.

A ferramenta também está integrada ao banco de dados Unpaywall , que contém mais de 30 milhões de artigos de acesso aberto que Priem e a cofundadora da OurResearch, Heather Piwowar , lançaram em 2017 . “Agora temos uma cobertura de acesso aberto muito melhor do que o MAG jamais teve”, diz Priem. “Não apenas podemos informar onde estão as cópias gratuitas de qualquer artigo em particular, mas também podemos informar a licença e a versão desse artigo.”

Priem diz que o OpenAlex é atualizado quinzenalmente, trazendo mais dados de suas fontes. A ferramenta vai um passo adiante em direção à abertura do que o MAG, porque o código subjacente do OpenAlex está disponível gratuitamente sob uma licença de direitos autorais CC0 para qualquer um construir, diz Priem. Isso significa que se o OpenAlex for descontinuado, qualquer pesquisador pode continuar de onde Priem parou em vez de ter que reconstruir todo o banco de dados do zero.

Fácil configuração

O OpenAlex também é gratuito, graças ao patrocínio da Amazon Web Services, e não requer registro ou informações de login, tornando o processo mais fácil de usar, diz Priem. Isso difere do MAG, para o qual os usuários precisavam fazer login no Azure, o sistema de hospedagem em nuvem da Microsoft, e pagar uma pequena taxa para baixar seu conjunto de dados. Priem diz que sua empresa pode considerar lançar um nível premium do OpenAlex para usuários que desejam acesso super rápido, mas uma versão atualizada gratuita sempre estará disponível.

Está “escrito de tal forma que é muito fácil para alguém pegar e usar”, diz Adie. Ele acrescenta que levou apenas cerca de 20 minutos para começar a usar o OpenAlex, em comparação com três a quatro dias com o MAG. “A desvantagem é que a Microsoft tinha muitos recursos técnicos que poderiam ser aplicados ao Microsoft Academic. Portanto, teremos que ver como a OurResearch se sai sem isso”, diz Adie.

Roar Bakken Stovner, que estuda os padrões de citações dos pesquisadores da Oslo Metropolitan University, diz que levou cerca de duas horas para começar a trabalhar com o OpenAlex, em comparação com cerca de uma semana com o MAG. “Para alguém mais experiente em computadores, o MAG pode ser mais fácil”, diz ele. “Para pesquisadores que desejam experimentar pequenos projetos por conta própria, o OpenAlex será muito mais fácil de começar.”

Frode Opdahl, executivo-chefe da Keenious, uma empresa iniciante com sede em Tromsø, Noruega, que digitaliza milhões de documentos para sugerir referências relevantes, diz estar satisfeito com a documentação publicada sobre o OpenAlex. “Isso torna muito mais fácil trabalhar e implementar em nosso produto”, diz ele.

== REFERÊNCIA ==

CHAWLA, Dalmeet Singh. Massive open index of scholarly papers launches. Nature, Jan. 24th 2022. Disponível em: https://www.nature.com/articles/d41586-022-00138-y Acesso em: 26 jan. 2022. doi: https://doi.org/10.1038/d41586-022-00138-y

Publicado em Notícias Marcado com: , , , , , , , , ,